Tudo o que você precisa saber sobre o cogumelo alucinógeno Psilocybe cubensis

Hoje vamos falar de um tipo de cogumelo muito específico e, por ser um dos mais comuns e disponíveis, é um dos mais consumidos no mundo. É sobre Psilocybe cubensis. Estamos falando de um tipo de cogumelo alucinógeno comumente conhecido como monguis, bonguis, cogumelos, cucumelo, cogumelos venenosos e carne de Deus, entre alguns outros nomes. Por ser tão comum, é um dos cogumelos mais consumidos devido ao seu efeito psicoativo semelhante ao de outros cogumelos do mesmo grupo.

Neste artigo contamos-lhe todas as características, resultados, propriedades e cultivo Psilocybe cubensis.

Características mais importantes

Esta variedade de cogumelos está disponível em quase todo o mundo em embalagens conhecidas como pretzels de cogumelos. Isso porque é um fungo muito resistente e cresce em condições adversas. Contém um alcaloide conhecido como psilocina substância psicoativa encontrada em muitos tipos de fungos. Este é o cogumelo mais comum de todos os cogumelos que contêm este alcaloide.

A história deste cogumelo remonta a milénios onde era utilizado de forma lúdica ou espiritual. Podemos dizer que este tipo de cogumelo é utilizado em contextos rituais e xamânicos. Uma das principais características deste cogumelo é que também pode ser utilizado para fins medicinais devido às suas propriedades. Tem sido usado ao longo da história para tratar ansiedade e depressão.

Suas propriedades Psilocybe cubensis

E é que esse cogumelo é frequentemente conhecido pelo nome de cogumelo mágico ou cogumelo alucinógeno. Todos aqueles que podem causar efeitos alucinógenos têm a presença do alcaloide psilocibina em concentrações variadas. Esses cogumelos são usados ​​há séculos para expandir a mente nos campos do xamanismo, psiconáutica e cura psicodélica. Há muitas pessoas que estão cada vez mais comercializando e consumindo esses cogumelos. É por isso que recentemente eles podem ser cultivados com muita facilidade graças aos kits de cogumelos que você pode encontrar no mercado.

A quantidade de psilocibina e psilocina presente nessas espécies tende a ser altamente variável. Isso é a coisa mais normal encontrar entre 0,1 e 1% do peso seco do cogumelo. Este alcalóide é consumido por via oral, engolindo o cogumelo já seco. Se o mantivermos fresco, a psilocibina se decompõe mais rápido. Em apenas algumas semanas você perde a concentração no cogumelo. Se o mantivermos seco da maneira correta, ele pode até permanecer estável por meses sem perder sua concentração.

Efeito cogumelo Psilocybe cubensis

Iremos relatar os efeitos deste cogumelo quando consumido seco e fresco e quando os níveis de psilocibina são mantidos adequadamente. Em primeiro lugar, este alcaloide é um pró-fármaco. Isso significa que a psilocibina é convertida em psilocina quando consumida no corpo. Costumamos tomá-lo por via oral e estomacal, e os efeitos geralmente aparecem entre 10 e 40 minutos após a ingestão. A duração dos efeitos alucinógenos é geralmente entre 2 e 5 horas, dependendo do indivíduo.

A duração dos efeitos tem uma série de variáveis ​​que a influenciam, tais como: a dose, especialmente o tipo de cogumelo, a tolerância de cada pessoa e a taxa de consumo. Recomenda-se consumir uma quantidade muito pequena na primeira vez para determinar o efeito alcançado. Se possível, podemos aplicar uma dosagem ligeiramente maior da próxima vez.

Uma vez absorvido pelo estômago, é metabolizado principalmente pelo fígado e convertido em psilocina. Este alcalóide é decomposto pela presença de carvalho e metabólitos adicionados ao plasma sanguíneo. Os efeitos alucinógenos deste cogumelo resultam um efeito agonista da psilocina e da serotoninao que é um neurotransmissor.

A tolerância ao alcaloide se desenvolve e desaparece rapidamente. Se você pegar Psilocybe cubensis Você poderá notar essa tolerância por vários dias seguidos. Em poucos dias sem tomá-lo, essa tolerância desaparecerá. De referir que existem muitos estudos que têm confirmado que este tipo de consumo de cogumelos não causa qualquer tipo de dependência física, o que é sempre uma boa notícia tanto para quem o utiliza para fins recreativos como para quem o utiliza para fins recreativos. espiritual e medicinal.

Os efeitos desse cogumelo dependem tanto do ambiente quanto do ambiente da pessoa, bem como de sua situação pessoal no momento. Alguns dos efeitos são uma percepção ampliada de cores ou formas geométricas que são mais comuns em doses baixas. Pode dar uma ligeira distorção da realidade, em vez da própria ilusão. Um dos sentidos mais importantes é o da euforia, mas também da depressão. Se usado na área de recreação, os sentimentos para com as pessoas com quem cria uma espécie de sinergia entre os participantes da sessão podem ser aprimorados. Ao fechar os olhos, você vê um carrossel de formas e cores e tem a sensação de ver música e sons. Isso se chama sinestesia.

Uso e dosagem

Muitas vezes, muitas pessoas falam de uma pequena viagem como se fosse uma porta de entrada para outra realidade. Quando consumido em doses maiores, o efeito é mais duradouro e as distorções podem levar a alucinações que podem ser visuais, auditivas, táteis, entre outras. Não é incomum ter pessoas que tiveram experiência transição de um nível mais social para um estágio mais introspectivo. Nesta fase, a pessoa está em plena meditação, mesmo com conotações místicas. Existem também distorções na percepção do tempo onde a pessoa percebe o tempo de uma forma diferente como se fosse uma eternidade ou pode ter a impressão de estar presa em um loop temporal.

Como já mencionamos, não é recomendado para pessoas com ansiedade, depressão, desconforto ou até pânico consumi-lo. Isso pode levar a uma viagem ruim.

Espero que com esta informação você possa aprender mais sobre o cogumelo Psilocybe cubensis.

Deixe um comentário